Sexta-feira, 2 de Setembro de 2011

A "Eco moda"

Já lá vai algum tempo que não escrevo, falta de tempo devido a compromissos profissionais e pessoais, e como e ecologia se tornou uma moda achei que nao valeria a pena dar demasiadas dicas, uma vez que o mercado cada vez mais se torna para este tema.

 

Passados alguns anos a ecologia e a preocupação com o meio-ambiente começa a ser visivel, em Julho quando estive em Portugal o meu filho de 13 anos "deu nas orelhas" à avó uma vez que ela não recicla tudo o que pode, o que me fez sentir um pouco de orgulho, ainda que reconheço que não poderei ter a glória toda, uma vez que como pai divorciado não vivo com a criança e não terei a mesma influência na vida dele que teria se ainda vivesse com  a mãe dele (aqui entre nós ainda bem que não... ;-) ).

 

O que acho interessante são todas as pessoas que se dizem "Eco-friendly" mas que depois são incapazes de fazer um esfoço minimo para viver dessa forma. Não falo de uma mudança radical, de voltarmos às origens e só se lavar uma vez por semana (eu não poderia sobreviver dessa forma!) - como em tudo começamos a pensar que tem de ser uma preocupação do governo em fazer tudo por nós... algo que fiquei bastante impressionado a ultima vez que fui a Portugal foi o numero de "Eco Pontos" disponiveis, e desta fez passei um pouco por todo o lado, Porto, Gaia, Lisboa e arredores e mesmo areas remostas no Alentejo. Não existem a meu ver (de certeza que existirão excepçoes...) desculpas para não reciclar...

 

Uma forma de vida um pouco mais ecológica (sem ser radical) não custa mais, regra geral fica inclusivamente mais barato... mas pode requerer um pouco mais de trabalho em relação a separar os productos, e ao facto de se ter de levar a reciclagem aos eco pontos (eu tenho de o fazer todas as semanas uma vez que 90% do meu lixo é de facto produtos reciclados), mas ajuda a melhorar a nossa qualidade de vida, se queremos viver de um forma mais razoável temos de deixar de pensar na moda, mas olhar aos pontos que realmente importam...

 

Numa próxima ocasião farei umas notas em relação a viaturas hibridas... eu troquei o meu carro por um à 12 meses (eu sou um "petrol head", para mim foi uma mudança radical) - e tenho algumas notas positivas...

 

Autor gomesh às 07:27

Link | Diz de tua justiça | Gostei...
|
Quarta-feira, 21 de Janeiro de 2009

Compostagem

Para quem tem uma jardim, um pátio, ou mesmo um terraço com flores e goste de jardinagem a compostagem é um opção, barata, ecológica e que poderá reduzir drasticamente o volume de lixo produzido por cada casa.

 

Grande parte dos nossos resíduos podem ser decompostos desta maneira... restos de comida, cascas de batata, fruta, borras de café (para quem como eu é fã das máquinas de café tradicionais), restos "verdes" (do jardim), etc.

 

Habitualmente a compostagem doméstica é facilitada pela utilização de contentores específicos (compostores), embora tal não seja obrigatório.

 

 

Estes equipamentos não são caros, não produzem maus cheiros e não atraem animais ou insectos... quem sabe com todo o fertilizante até poderão começar uma horta...

 

Só uma ideia...

Isto é...:
Quarta-feira, 31 de Dezembro de 2008

Restos do Natal

Antes de mais espero que tenham tido um Feliz Natal e que possam entrar em 2009 com o pé direito!

 

Como já não escrevia há algum tempo e tenho algum tempo disponivel aqui no escritorio decidi escrever um pequeno "reminder" em relação ao periodo festivo pelo qual passamos. Com as festividades, presentes etc. acabamos por fazer mais lixo que o habitual, mas gostaria de relembrar o seguinte:

 

100% das embalagens / papel de embrulho que utilizamos e reciclável... mesmo os postais de Natal podem ser ecilcados (a não ser claro que coleccionem ou queiram guardar algum especial).

 

Estava a ler esta semana que a quantidade de lixo nesta altura aumenta imenso... e não pude deixar de pensar... a grande maioria das prendas vem embrulhada em papel, emabalada em cartão... tudo material reciclável! E tenho de admitir... em casa a quantidade de lixo não aumentou... apenas a quantidade de material que terei de levar para o Ecoponto no Domingo....

 

Com as festividades de Ano Novo levanta-se de novo o problema... temos tendência para festejar, beber uns copos com amigos etc., mas de novo, o vidro e o plástico das garrafas é reciclável... por isso deixem-se de desculpas.... coloquem de lado e levem então para o ecoponto no fim de semana. Eu lá terei de ir, ainda mais que as festividades de Ano Novo serão uma vez mais em minha casa...

 

Um Feliz Ano Novo para todos e que possam incluir algumas resoluçoes de Ano Novo que possam beneficiar o meio ambiente!

Quarta-feira, 26 de Novembro de 2008

Green Fashion

Umas das coisas que me tenho apercebido é que está na moda se preocupar com o meio-ambiente... nada de negativo - é bom ver que pelo menos se fala sobre o assunto... mas acho triste que neste momento estamos rodeados de falsos ecologistas.

 

Este fim de semana estava em casa de uma colega - que ate ganha bem, e tem um nível de vida razoável e ela perguntou-me porque é que só compro produtos orgânicos se no fim são tão caros. Até lhe tentei mostrar matematicamente que a diferença serão talvez €100 por mês a mais... e que como os dois até não ganhamos mal esses €100 seriam um preço pequeno a pagar... não sou rico  nem nunca serei... mas se trabalho tento pelo menos viver da forma que acredito.

 

Entendo perfeitamente que em Portugal que viva de uma salário mínimo pense que €100 é muito dinheiro, nem ponho isso em causa... mas irrita-me quando pessoas que ganham mais de €3000 limpos por mês negam o esforço extra quando o poderiam fazer, e no fim se dizem  "amigos do meio ambiente" ou ainda pior "defensores dos direitos dos animais".

 

A titulo de exemplo, esta colega só come galinha, não come carnes "vermelhas", porque acha cruel que se matem animais, assim sendo o compromisso que tomou foi de comer apenas galinha; até aí tudo bem... mas ao mesmo tempo fica muito satisfeita por comprar galinhas de aviário - que têm uma qualidade de vida horrivel porque é barato!

 

Carissimos... entendo quem ganhe €450 por mês (é esse o salário mínimo em Portugal?) precise de contar os tostoes todos - e seria da responsabilidade dos governos de tornar os produtos mais ecológicos ou "animal friendly" mais acessiveis - não ponho em causa...  mas se não é o caso... não se chamem ecologistas ou amigos dos animais quando no fim não se preocupem com as questoes mais básicas!

 

Bom, desabafo feito... a ver vamos se ganho inspiração para escrever mais qualquer coisa brevemente!

Isto é...: Revoltado
Sábado, 5 de Julho de 2008

12 months review...

 

Depois de um longo período de ausência principalmente por motivos profissionais em vez de colocar mais sugestões de como manter um modo de vida mais consistente com o meio ambiente resolvi fazer um pequeno ponto de situação em relação as sugestões que transmiti aqui, e no ecoponto, o grupo de tema ecológico que criei no spot.

 

E de momento existem situações que são muito naturais para nos em casa…

 

  • O caixote do lixo e agora um pequenino… de 15 Litros… e usamos 1 saco (reciclável) por semana;
  • Apesar dos precos da gasolina (nao como e em Portugal mas aqui um litro custa quase 2 €uros) como nao usamos assim tanto carro nao o sentimos muito;
  • Os dois perdemos peso… nao por fazemos mais exercicio… mas porque apenas comemos productos biologicos, entregues a porta… e dessa forma nao compramos aquelas coisas superfulas que fazem criar pneus…
  • Temos mais tempo… nao perdemos tempo no supermercado todos os fins de semana… e tempo que o casal agradece… quem disse que uma vida mais ecologica nao poderia melhorar a vida intima ;-)
  • A conta bancaria agradece… a conta da electricidade e gas reduziram-se um pouco… nao muito porque utilizamos uma tairfa verde que infelizmente inda custa mais que a normal – mas pelo menos sabemos que estamos a fazer a nossa parte;
  • E interessante o numero de pessoas que nos rodeiam que mudaram ainda que apenas um bocadinho o seu estilo de vida paeans porque nos viram a fazer o mesmo… afinal ate num efeito em cadeia podemos fazer uma diferenca…

 

Ainda temos um caminha muito grande para ir para sermos completamente verdes… mas e interessante ver a diferenca em 12 meses que “baby steps” podem fazer na vida!

 

Afinal… Roma e Pavia nao se fizeram num dia…. Mas Pompeia… foi destruida em algumas horas…

Isto é...: Bem comigo mesmo
Autor gomesh às 20:29

Link | Diz de tua justiça | Gostei...
|
Sexta-feira, 25 de Abril de 2008

Inicitativas Verdes - Quercus lança Campanha de Reciclagem de Rolhas

O projecto foi construído tendo por base a utilização de circuitos de distribuição já existentes, o que permite um sistema de recolha sem custos adicionais, que possibilita que todas as verbas sejam destinadas à plantação de árvores.

 

As rolhas de cortiça recicladas nunca são utilizadas para produzir novas rolhas, mas têm muitas outras aplicações, que vão desde a indústria automóvel, à construção civil ou aeroespacial.

A internacionalização do projecto está a ser negociada. Em breve, as rolhas usadas de outros países europeus começarão a ser recicladas em Portugal, dentro de um esquema montado a partir daqui, resultando num contributo adicional para o esforço de reflorestações e conservação de florestas autóctones portuguesas.

 

No portal do cidadao

Quarta-feira, 23 de Abril de 2008

Carros verdes

Tenho uma paixão por carros e por conduzi-los! Assumo-o de imediato, e como até trabalhei na industria automóvel (trabalhei em parceria com a Land Rover e com a defunta MG/Rover) até à cerca de 3 anos até conheço um bocadinho sobre o assunto e tive a oportunidade de experimentar alguns carros interessantes.

 

Uma das preocupações naturais seria de imediato que tipo de carro ter, e como o utilizar sem aumentar demasiado as emissões de carbono anuais de cada um! Cada pessoa tem gostos ou necessidades diferentes, e claro por vezes temos de encontrar um compromisso...

 

Se utilizamos um carro com bastante frequência,  e em circuitos urbanos poderão escolher algumas das seguintes opções :

 

·         Um carro pequeno, utilitário (a não ser que tenhamos um exército de miúdos ) – nessas situações – se forem abastados um carro híbrido pode ser a opção – não é um carro barato, e por exemplo em Auto-Estrada até nem é mais económico que um Diesel ou mesmo alguns carros a gasolina.

·         Caso necessitem de um carro familiar, e tenham o orçamento para isso um carro a diesel será a melhor opção – uma vez que hoje em dia têm as emissões mais baixas no mercado.

·         Uma “Scooter” pode ser uma solução económica e ecológica..

 

Ao mesmo tempo deveremos também pensar se precisamos mesmo de utilizar um carro constantemente, e a meu ver a não ser que morem num sitio muito remoto provavelmente os transportes públicos poderão ser uma solução... (e nem reclamem dos transportes públicos ... se vivem em Lisboa ou Porto acreditem que a rede de transportes Públicos é melhor (e muito mais barata! – mesmo comparando salários) do que em Londres.

 

Claro que estamos a falar de um carro... é algo caro e as soluções ecológicas não estão ao alcance de todos nós (eu que o diga)! Mas Podemos sempre fazer algo na mesma.

 

No meu caso eu não utilizo o meu carro para trabalhar ou para ir trabalhar. O comboio serve-me perfeitamente... como também não faço grandes compras em supermercados (Carne e legumes são-me entregues à porta vindas das quintas na região) – só uso mesmo o carro para lazer, e regra geral para viagens grandes, em Auto-estrada (um cruiser na realidade) – faço em média cerca de 6500 KM por ano, 90% destes em Auto-Estradas.

 

Assim sendo até comprei um carro razoavelmente grande, com consumos razoáveis em Auto-estrada, como nem sou rico, nem faço muitos Kms é a gasolina. Mas, apesar de tudo isto ainda existem pequenas atitude que podemos, e devemos tomar de forma que o carro possa ser mais amigo do ambiente:

 

  • Cuidem do carro com respeito:

1.       Façam pelo menos uma revisão “como deve de ser” todos os 10000 KM ou cada 12 meses (o que acontecer primeiro);

2.       Reabasteçam o gás do ar condicionado todos os dois anos, e substituam os filtros do AC todos os quatro anos;

3.       Verifiquem frequentemente a pressão dos pneus;

4.       Cuidem do carro com respeito:

 

·         Conduzam com cabeça tronco e membros!

1.       Evitem acelaraçoes desnecessárias;

2.       Travem apenas quando necessário;

3.       Evitem excessos de velocidade;

4.       Acima de tudo usem o carro apenas quando realmente não tenham outra opção.

 

De novo não necessitam de se endividar até onde não podem para ter um “carro verde”, se opdem comprar um, muito bem, melhor! Se não, voltamos de novo aquela frase... “baby steps”, ou como diríamos “grão a grão enche a galinha o papo”... Se todos fizermos um esforço, e o transito desnecessário for retirado das estradas e todos conduzirmos de uma forma mais cívica de certeza que faria uma grande diferença...

 

Por isso...

 

PASSEM A PALAVRA...

Quinta-feira, 27 de Março de 2008

Tintas e Vernizes

Um dos ponto mais sensiveis em relação ao meio ambiente e onde nós podemos fazer a diferença é em casa. Afinal somos reis (rainhas) e senhores(as) dos nossos castelos; e é em casa que por vezes nos esquecemos de alguns pontos onde poderemos fazer realmente uma grande diferença... afinal não é só através de reciclagem (isso será para o meu próximo post) que podemos fazer algo.

 

Sem nos apercebermos em casa utilizamos produtos extremamente poluentes, desde os produtos de limpeza (Ver o post Limpezas ecológicas), até a productos nos quais não pensamos... como produtos de bricolagem como tintas, vernizes etc.

 

Eu comprei casa no principio do ano, mas como não sou milionário e comprar casa nos arredores de Londres é de facto um desafio acabei por comprar um projecto de renovação... enfim creio que terei trabalho por um ano; mas como trabalho nunca matou ninguém e assim posso arranjar a casa de acordo com os meus standards...

 

Alguns dos trabalhos (felizmente nada estrutural) incluem reparar e envernizar o chão (soalho em madeira) – arranjar paredes e pintar, arranjar as escadas para o primeiro andar... enfim tirando as escadas e algumas partes do chão estamos a falar de trabalhos puramente decorativos.

 

Todos sabemos que tintas e vernizes são regra geral nocivos para o ambiente (e por vezes para nós) – mas, felizmente existem algumas opçoes no mercado de novo sem serem muito mais caras que os produtos convencionais e que trarão inclusivamente vantagens a nivel da saude para pessoal como eu que nao gosta de poluição e sofre de alergias...

 

Assim sendo e quando eu terminar as “obras” lá em casa (porque aqui o “je” agora chega a casa depois de um dia no escritorio, muda de roupa e ala que se faz tarde a trabalhar...) poderei dizer que tenho uma casa “amiga do ambiente”, com tintas e vernizes ecológicos  e tentando reutilizar toda a matéria prima que tenho disponivel em casa sem comprar novas madeiras etc.

 

Estou a utilizar produtos da Ecos Organic Paints, todos produzidos sem qualquer produto nocivo par o ambiente e ao mesmo tempo são produtos anti-alergénicos, se estão a pensar re-decorar a vossa casa valerá a pena dar uma vista de olhos pelos produtos, uma vez que também fazem entregas em Portugal... Caso contrário, poderão procurar produtos  da Eco Dimulti, uma empresa sediada em Portugal, assim sendo não só apoiam a economia Nacional mas também ajudam o meio-ambiente porque compram produtos locais...

 

De qualquer forma, uma pesquisa no Sapo poderá ser util para encontrar produtores ecológicos locais...

 

Por isso...

 

PASSEM A PALAVRA...

PS - Perdoem-me a tag Sexo... mas queria fazer um teste para ver se o numero de visitas aumenta

Autor gomesh às 14:43

Link | Diz de tua justiça | Gostei...
|
Quinta-feira, 6 de Março de 2008

Emissoes de Carbono

 

Um dos pontos mais sensíveis quando falamos do meio ambiente terá certamente a ver com as emissões de carbono, ou Carbon offset” – tem sido um tema quase diário em Inglaterra, com o alargamento do Aeroporto de Heathrow , que é já o maior da Europa , ate ao facto de os ingleses serem, para alem dos alemães o povo que mais voa na Europa (afinal o tempo não e tão agradável por aqui e a malta também tem direito a férias...).

 

Apesar me considerar ecologista e de me preocupar com o meio ambiente discordo das vozes mais radicais que afirma que não deveríamos voar nunca. Concordo que existem milhares de viagens que poderiam ser evitadas – aliás, se assim não fosse eu estaria no desemprego, uma vez que o meu trabalho está directamente relacionado com isso.

 

Ao mesmo tempo a nível lúdico podemos ainda assim fazer escolhas que poderão ainda assim fazer uma diferença. De novo baby steps ” – basta que escolhamos companhias que tenham programas para compensar o meio ambiente – que ajudem organizações ambientalistas e que tenham frotas relativamente recentes.

 

Por vezes nem são as grandes companhias de aviação que tem programas do género...  a Easyjet por exemplo dá a opção a quem reservar bilhetes com a empresa de “pagar” o nosso consumo de Co2 – este custo não é um custo acrescido ao voo, nem é dinheiro entregue à companhia de aviação... mas é dinheiro entregue directamente a organizações que organizam programas ambientais como reflorestação, investimentos em energias renováveis etc.

 

Caso não utilizem a Easyjet ” por questões de conveniência (apesar de ate começarem a voar para alguns destinos interessantes de Lisboa) podem sempre reservar os vossos voos com as companhias de aviação habituais e calcular e pagar as vossas emissões aqui, este site www.carbonfootprint.com é bastante interessante e oferece um numero de sugestões de como podemos viver mais em sintonia com o meio ambiente. Este site é Inglês... mas ultrapassando o obstaculo linguístico vale a pena a visita.

 

Parece que cada vez que escrevo um post falo de dinheiro... neste caso falamos literalmente de quantias muito reduzidas... fui a Budapeste no fim de semana passado e custou para duas pessoas nem €10 extra (Londres Gatwick – Budapeste), que são canalizados para processos ambientais – Não custa muito e vale a pena...

 

Por isso PASSEM A PALAVRA...

Isto é...: Bem comigo mesmo...
Quarta-feira, 27 de Fevereiro de 2008

Afinal até é fácil ser “Verde”

Não... não estamos a falar de futebol... nesse caso não é fácil ser verde (lagarto, lagarto, lagarto!!! LOL ] perdoem-me os Sportinguistas)... mas de pequenos gestos e hábitos que podemos mudar no nosso dia-a-dia , apenas baby steps ” que se forem tomados por um grupo de pessoas poderão fazer uma diferença...

 

Alguns desses gestos poderão incluir:

 

  1. Utilizar sempre que possível os transportes públicos – é mais barato e na maioria dos casos mais rápido (pelo menos em centros urbanos) – e se forem “dedicados” como eu podem sempre trabalhar no comboio... não se perde tempo eh eh eh;
  2. Utilizar o carro sempre em ultimo caso – ás vezes acabamos por nos esquecer quão agradável é fazer uma caminhada – e mais saudável... pegar no carro só para ir beber um café... desnecessário
  3. Reciclar o mais possivel... é impressionante o numero de artigos que podemos reciclar e não o fazemos por vezes por flta de conhecimento – visitem o site da vossa Camara Municipal, vejam que programas estão disponíveis na vossa zona;
  4. Comprem um recarregador de pilhas e pilhas recarregáveis – não só acaba por ficar mais barato – como ajudamos o meio ambiente...
  5. Acabem com as luzes de stand-by... sugeri algumas soluçoes num post anterior;
  6. Utilizem produtos de limpeza ecológicos... a Ecover tem uma gama completa de produtos que deixará a vossa casa tão limpa como a tradicional Lixívia... Aqui encontrarão algumas suestoes de onde poderão encontrar estes produtos;
  7. Substituam as lampadas na vossa casa por lampadas economizadoras de energia – pouparão uns tostoes e utilizarão menos energia;
  8. Levem os vossos sacos quando vão às compras... em França á uns bons 3 ou 4 anos que os supermercados não dão sacos aos clientes... existem os “sacos para a vida” que têm um valor reduzido e quando estão danificados são substituidos pelos supermercados... Um saco plástico demora 20 anos a se decompor e ainda assim poderá causar problemas ao meio ambiente uma vez que não deixa de ser um produto quimico...
  9. Não usem copos e pratos de plástico – não só as bebidas não sabem tão bem (vinho em copo de plástico?? Sacrilégio!!!) – mas um copo de plástico demora 250 anos a se decompor!
  10. Tenham em conta o consumo de energia e/ou água quando compram electrodomésticos... de novo poupa dinheiro e fazemos algo pelo meio-ambiente (Por exemplo existem diferenças abismais de consumo eléctrico e água entre diferentes modelos/marcas de maquinas de lavar loiça);
  11. Utilizem a máquina de lavar-loiça ou roupa apenas quando estão cheias;
  12. Lavem roupa a 30g, os detergentes Ecover lavam a roupa sem problemas a 30 graus... de novo poupamos em electricidade e ajudamos o meio ambiente;
  13. Quando utilizam o forno, desliguem o forno alguns minutos antes de terminar de cozinhar (salvo se a receita o exigir, claro) – o calor do forno acabara de cozinhar a comida e de novo poupamos energia/dineiro;
  14. Comprem produtos locais – se possivel organicos – como não usam pesticidas são produtos ecologicamente mais equilibrados. No meu caso eu recebo os meus legumes entregues á porta de casa de uma quinta local – poupa-se nas emissoes (não utilizam quaisuqer camião vindo de espanha ou seja la de onde for...) mas posso ainda escolher o que quero – esta solução não será a mais económica, mas tem tudo a ver com o compromisso que queremoas ter com o meio ambiente ou não – em Portugal será mais fácil porque os mercados locais regra geral estão carregados de produtos locais... será uma questão de perguntar como foram produzidos;
  15. Comprem carne e peixe produzidos de uma forma responsavel e com pleno respeito pelos direisto dos animais – Não precisamos de ser vegetarianos para ser ecológicos – no meu caso eu compro apenas carne ou peixe de origens conhecidas e de novo produzida apenas com métodos tradicionais (comida organica) – em Portugal não sei se lhe chamam produtos organicos ou produtos da quinta.
    1. Evitem ovos de aviários (façam uma busca no Google e vejam as condiçoes dos animais – em Inglês – “Battery Chickens”);
    2. O mesmo se aplica para outros animais;

De novo – esta solução não será a mais económica... mas será certamente a mais saborosa...

  1. Procurem fornecedores que tenham planos ecológicos, a EDP tem um plano “Verde” – se utilizarem este produto estarão a contribuir para um futuro melhor;

 

Vou parar por aqui... esta lista já vai longa e é possível que alguns leitores poderão considerar demsiado longo para ler... mas fico aberto a mais sugestoes! Comentários precisam-se!

 

Por isso...

 

PASSEM A PALAVRA...

Ora deixa ver...

Google
 

Euzinho

Anuncios Google

Interessante...

Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

A ter em conta...

Novidades

A "Eco moda"

Compostagem

Restos do Natal

Green Fashion

12 months review...

Inicitativas Verdes - Que...

Carros verdes

Tintas e Vernizes

Emissoes de Carbono

Afinal até é fácil ser “V...

Visitas

Free Counters
Search Engine Marketing

Ecologistas online:

online

subscrever feeds

tags

todas as tags